Ninho Hospital Veterinário

O que fazer – e não fazer – para seu pet ter um réveillon tranquilo

21/12/2021

O que fazer – e não fazer – para seu pet ter um réveillon tranquilo

Com a chegada de dezembro e as festas de fim de ano, todo mundo fica animado. Mas, se você tem um pet e planeja fazer uma pequena reunião, precisa comemorar com atenção, pois elas podem não ser tão divertidas para eles quanto são para nós.

Elas costumam trazer várias situações de risco para a saúde dos animais, enchendo os hospitais veterinários com atendimentos de emergência.

Então antes de estourar o champanhe ou servir a ceia, certifique-se de tomar os cuidados especiais que você vai ver a seguir!

Na hora da ceia

Muito difícil resistir àquela carinha de pidão que o seu peludo faz na hora da ceia, não é? Mas, mesmo sendo de quebrar o coração, é importante que você evite dar pedaços de comida nas refeições de fim de ano, pelo bem dele.

Isso porque intoxicação alimentar é um dos principais problemas que enchem os prontos-socorros nessa época. O chocolate, tão presente nas sobremesas, é um dos alimentos mais tóxicos para os bichinhos.

Além disso, restos de aves com ossos podem causar outros danos à saúde, como perfurações de órgãos internos vitais. 

Além disso, é importante estar atento às bebidas alcoólicas, para que, na euforia da virada, ninguém deixe um copo cheio em algum lugar de fácil acesso ao seu companheiro. O álcool é absorvido e metabolizado muito mais rápido pelo organismo dos animais, o que pode causar náuseas e vômitos, problemas respiratórios, e até coma.

Fogos de artifício

Quando se fala de pets e cuidados de final de ano, os fogos provavelmente são o assunto mais comentado.

Você já deve ter escutado alguém falando sobre como o alto barulho desses “shows no céu” provoca imenso pânico nos animais. Alguns donos até se preocupam com o coração dos seus peludos, e o risco de um ataque cardíaco.

Felizmente, infartos não costumam aparecer nessas situações.

Na verdade, uma das principais causas de visitas emergenciais aos veterinários são acidentes, como um animal assustado saltar de um muro ou se atirar pela janela em busca de fuga. Essas reações podem acontecer porque os bichinhos – cachorros, em especial – têm uma sensibilidade e incômodo maiores em relação ao barulho, causados pela audição avançada.

Por isso, é recomendado que você fique próximo do seu amigo durante a queima de fogos. Se necessário, coloque um pouco de algodão em seus ouvidos (para amenizar o som), ou separe um cantinho especial, como uma cabaninha, para que ele possa se esconder.

Faça o que for necessário para que ele se sinta mais tranquilo, e seu pet ficará bem! 

Além disso, certifique-se de que portas, portões ou janelas com passagem estejam inacessíveis para o animal; e, mesmo tomando cuidado, é bom colocar uma plaquinha de identificação com nome e telefone de contato presa à coleira, para caso ele consiga fugir.

Seguindo essas dicas, seu pet estará mais seguro. Mas se mesmo assim algo acontecer, não se preocupe. O Ninho Hospital Veterinário está pronto para te ajudar, funcionando 24 horas por dia nos 7 dias da semana com diversas especialidades, incluindo cirurgias, internação e UTI. Acesse www.ninhohospitalveterinario.com.br e conheça toda a estrutura disponível para você e seu amigo de quatro patas.


Gostou do Artigo? Compartilhe agora mesmo.

back to top Back to Top